Decoração do Festival de Cultura e Gastronomia é inspirada no Brasil e Argentina

1
3196
Festival de Cultura e Gastronomia leva turistas para argentina sem sair da serra gaúcha. Foto: Divulgação


De 5 a 15 de outubro mesmo aqueles que nunca estiveram na Argentina vão reconhecer o estilo castelhano e vintage do co-irmão brasileiro ao visitar Gramado. Cadeiras coloridas, mesas de madeira de demolição, estantes de caixotes, latas de alimentos com rótulos antigos, bandeirinhas e luzes penduradas pelas ruas do centro da cidade. Este é o cenário que  será montado nas ruas Pedro Benetti, Praça Major Nicoletti e Rua Coberta, a partir desta terça-feira (26), para receber os visitantes do 9º Festival de Cultura e Gastronomia de Gramado.

A cenografia propõe demarcar os espaços onde acontecerá o Festival com um totem que representa a mistura das culturas brasileira e argentina. Com o tema “Brasil e Argentina – enogastronomia, arte e cultura para todos’, a edição deste ano promete um clima rústico, porém aconchegante e descontraído.

A enogastronomia – arte em harmonizar vinhos e alimentos, traz ao festival a região de Medonza, produtora de vinhos e com muita similaridade com o Rio Grande do Sul. “Para fazer essa referência, a cenografia terá muita madeira, vinho e elementos que dão o aconchego e calor das vinícolas, mas sem perder cores, toques e alegria”, explica a cenógrafa e produtora cultural responsável pelo projeto, Caca Peressoni.

Segundo ela, a ideia foi evidenciar as características do país homenageado, mas sem perder a originalidade da capital do turismo nacional. “Gramado já tem algumas semelhanças com Mendoza. Nossa intenção foi fazer este casamento aproveitando para explorar estas semelhanças”, explica.

Os visitantes do 9º Festival de Cultura e Gastronomia de Gramado irão mergulhar em um universo argentino em plena serra gaúcha. Muita criatividade na decoração do evento foi explorada por Caca Peressoni. Raladores virarão luminárias, caixas de ovos serão base para mesas de vidro, caixas de bacalhau mesas de centro, enfim, são diversos detalhes que farão os visitantes se surpreenderem.

Sobre a autoria do projeto

Caca Peressoni é uma produtora cultural e cenógrafa baiana, que morou em Porto Alegre e vive há 17 anos em Canela, RS. Com ampla bagagem de intercâmbio cultural e passagens nos projetos de Natal, Páscoa e Gastronomia de Gramado e Canela, ela espera superar a edição de 2016. “Fiz o projeto do Festival de Gastronomia de Gramado no ano passado. Foi muito prazeroso e o resultado muito legal. Tenho a expectativa que será ainda melhor este ano”, projeta.

1 COMENTÁRIO

Comments are closed.