CREAS realiza mais de mil atendimentos em 2017

0
2179
A psicóloga do CREAS, Ana Paula Scheffler, em atendimento. Foto: Martina Belotto/ Prefeitura de Gramado.


Atender famílias e pessoas que estão em situação de risco social por terem seus direitos violados ou por estarem vivenciando uma fragilização ou rompimento de vínculos são as atribuições do Centro de Referência Especializado de Assistência Social de Gramado (CREAS), que em 2017 realizou 1229 atendimentos no município.

O CREAS é o equipamento de Proteção Social Especial de Média Complexidade vinculado à Secretaria Municipal da Cidadania e Assistência Social. Atualmente esse Centro dispõe de dois profissionais técnicos, uma Psicóloga e um Assistente Social. “Nossa maior demanda de atendimento são famílias com crianças, adolescentes ou idosos em situação de violência intrafamiliar e/ou negligência” relata a psicóloga do CREAS, Ana Paula Scheffler.

Do total de atendimentos, 985 são do Serviço de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos – PAEFI, 189 a situações de rua e abordagem social, e 55 a adolescentes em cumprimento de medidas socioeducativas.

Com relação aos atendimentos realizados a pessoas em situação de rua, a Psicóloga destaca: “nossos principais objetivos são estabelecer um contato adequado, verificar as demandas apresentadas, analisar a possibilidade de retorno à família, bem como oportunizar o acesso à rede socioassistencial e aos benefícios e políticas públicas disponíveis”.

Segundo relato dos profissionais, tratam-se de pessoas com vínculos familiares e comunitários rompidos principalmente em decorrência de fatores socioeconômicos, desemprego e ausência de moradia, geralmente associados a aspectos socioafetivos e psicossociais, tais como transtornos mentais e uso problemático de álcool ou outras drogas.

“Existe no imaginário social um misto de compaixão, medo e repulsa diante das pessoas em situação de rua. É importante destacar que, apesar de um dos resultados de nossa intervenção ser a ausência de pessoas em situação de rua, permanente, em Gramado, nosso trabalho não tem um caráter higienista, ou seja, o foco da intervenção não é limpar as ruas do contraste social. Nosso objetivo é atender essas pessoas com profissionalismo, respeito, ética e dignidade. Atualmente, nosso maior desafio é sensibilizar a rede para um trabalho conjunto, articulando Assistência Social, Saúde, Habitação, Trabalho Emprego e Renda, Justiça e Segurança Pública” explica o doutor em Serviço Social e Secretário Adjunto da Cidadania e Assistência Social de Gramado, Ricardo Flores Cazanova.

CREAS ganhará nova sede

O CREAS de Gramado ganhará uma nova sede. A previsão é de que o espaço seja construído em um terreno da Prefeitura, localizado no bairro Moura (na esquina da Rua das Orquídeas com a Rua das Margaridas) e compreenda uma área de 220 m². Atualmente, o CREAS divide espaço com o CRAS (Centro de Referência de Assistência Social), a Habitação e a Secretaria da Assistência Social.

A nova sede permitirá o aperfeiçoamento do trabalho realizado junto às famílias em situação de risco e vulnerabilidade social. Para isso, deverá contar, inclusive, com um incremento de novos profissionais na equipe. Para o investimento, a Prefeitura captou recursos federais totalizando R$ 450 mil, com o apoio do Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra.