Conversa interativa marcou a abertura da Semana Afro

0
1284
O encontro reuniu alunos das escolas municipais de Gramado. Foto: Renata Garcia.


A abertura da Semana Afro em Gramado foi marcada por uma conversa interativa sobre a importância da diversidade e da valorização da cultura afrodescendente, com os alunos das escolas municipais Dr. Carlos Nelz – CAIC e Presidente Vargas. O evento aconteceu na última segunda-feira (21) e foi ministrado pela professora e patrona da Semana, Gladis Kaercher. A programação ocorre até 27 de novembro, nos colégios municipais de Gramado.

“O principal intuito dessas ações da Semana Afro, direcionada para nossos alunos, é educar a mentalidade para uma sociedade não racista e de pessoas com o pensamento consciente e dispostas a mudar as injustiças sociais”, ressalta a secretária da Educação, Gilça Silva.

Durante o encontro, os alunos puderam descobrir um pouco sobre os costumes e as marcas deixadas pelos afrodescendentes, presentes até os dias atuais na identidade do povo brasileiro, como a pintura, a música, a literatura, as representações artísticas e culturais. O momento também serviu como reflexão sobre o racismo e a importância do conhecimento e debate como partes cruciais para o desenvolvimento de uma sociedade livre de preconceitos.

“Ver a rede pública dar conhecimento aos jovens sobre elementos e ferramentas para combater o racismo é um trabalho essencial. Me senti muito honrada e desafiada quando recebi o convite para ser a patrona da Semana Afro. É muito significativo fazer parte dessa construção”, comenta a patrona Gladis Kaercher.

Desde o dia 13 de novembro, as escolas do município vem desenvolvendo trabalhos referente à semana Afro. Na próxima segunda-feira (27), o professor Walter Günther Rodrigues Lippold, doutor em História pela UFRGS, ministra uma oficina sobre Mídias e Racismo, na escola Dr. Carlos Nelz – CAIC, para todos os alunos de 8º ano das escolas municipais.