Como começar a investir?

0
351

Este post é para aqueles que começaram a se organizar, mas não sabem como investir o dinheiro.

A primeira coisa que você precisa ter em mente é que existe um processo de conhecimento, autoconhecimento e planejamento para fazê-lo.

Outra coisa a se destacar é comece do princípio, não adianta querer começar com ações, se você não tem reserva de emergência. Um passo de cada vez, sempre iniciando das opções mais conservadoras (renda fixa) para as mais arrojadas (ações).

Vou escrever um passo a passo aqui bem prático para te ajudar a começar a investir:

Faça sua reserva de emergência: Reserva de emergência é aquela reserva financeira que irá te auxiliar em caso de uma necessidade financeira. Ela corresponde de 04 a 06 meses dos seus custos básicos (água, luz, alimentação, algum financiamento de longo prazo). Comece fazendo esta reserva, e investindo ela em opções mais seguras (CDB, Tesouro Direto) e que você possa sacar a qualquer momento.

Conheça seu perfil investidor: Existem três tipos de perfis investidores (arrojado, moderado e conservador). Quando você sabe em qual se encaixa, assim você saberá o que buscar no mercado. Existem muitos questionários que podem te auxiliar nessa busca.

Normalmente os bancos e corretoras o fazem no momento em que você acessa pela primeira vez a aba correspondente a investimentos deles. Por isso pode haver algumas diferenças entre os questionários.

Tenha metas bem definidas: Cada meta tem um tipo de investimento ideal. Há metas que precisam de menos tempo e um rápido saque (comprar um bem, por exemplo), nesse caso você vai procurar um investimento que se adeque a essa necessidade. Outros, como aposentadoria, levarão muitos anos para serem sacados e poderão sofrer variações de remuneração no longo prazo.

Aprendizado: Conheça cada tipo de investimento e suas tributações para poder encaixar cada meta em um investimento específico.

Compare as opções disponíveis: Cada banco e corretora tem uma maneira de colocar as informações.

Porém
todos eles têm que apresentar as seguintes informações:

  • qual o
    tipo de perfil investidor;
  • qual a
    taxa de rendimento prevista para aquele título;
  • prazo
    de liquidação;

  • valor
    mínimo para investimento naquele título.

Sabendo a destinação que você dará aos valores, saberá comparar as opções disponíveis que mais se encaixam nos seus objetivos.