Como anda a sua sede por conhecimento?

0
1363
Foto: Internet.


Empreendedorismo se aprende, nem que seja na marra!
Não há receita milagrosa ou paranormal aqui, basta um pouco de atenção à você e ao seu redor.
O mundo está cheio de pessoas querendo soluções para os problemas que diariamente nascem e se reproduzem.
E para cada problema existe uma solução que pode ser criada, vendida, recriada e vendida novamente.
Veja abaixo este vídeo que viralizou na internet essa semana (e que roubou a cena e o tema da coluna):
[youtube https://www.youtube.com/watch?v=iZSXcxuQabk]
Separei para você os 8 passos do empreendedorismo que estão gritando no vídeo do nosso amigo carioca:
1) Verificação do problema: 
“Tá desempregado no RJ?”
Observe, quais problemas te circundam e para quais deles você tem a solução?
Qual a qualidade ou talento que você ou sua empresa possuem que sanam os problemas das pessoas?
Faça esse levantamento.
2) Busca da solução: 
“Arruma R$10,00 emprestado”
A busca de financiamento de terceiros é a primeira coisa que muitos empreendedores fazem ao querer empreender sem ter um planejamento ou ainda tendo um planejamento alicerçado sobre incertezas. Neste aspecto entrou um amigo, que poderia também ser um banco. Os bancos atualmente verificando a crescente explosão de micro e pequenos empreendedores estão cada vez mais ampliando suas ofertas de micro financiamentos para capital de giro.
O mais certo é buscar o autofinanciamento, onde seu próprio cliente antecipa o capital de giro para o negócio startar, mas isso é tema para uma próxima coluna.
3) Verifica o território de ação e o cronograma de ações: 
 
“Vai para Central do Brasil amanhã!” Aqui ele busca o fornecedor mais em conta para o produto que pretende revender.
“Vai para Copacabana, cedo!” Aqui ele busca os clientes com maior potencial de compra devido à necessidade pelo produto que ele vai vender.
4) Análise e investimento em recursos:
“Compra um fardo de água mineral e meio saco de gelo!”
Com R$10,00 ele compra seus primeiros produtos de revenda que logo lhe dão um retorno imediato de 300% de lucratividade na venda.
5) Reinvestimento na própria empresa:
“Volta para o centro e compra um isopor de 25l!”
Ou seja, com o lucro obtido no primeiro faturamento é reinvestido no próprio negócio inserindo elementos fundamentais para o giro e a manutenção. Além do que possibilita o aumento das vendas e consequentemente a lucratividade.
6) Manter as portas abertas:
“Tu volta para casa, pega R$10,00 e paga o maluco que te emprestou!”
Eliminar dívidas aumenta a liquidez da empresa e sua credibilidade no mercado.
7) O uso do lucro: 
“Você tem um lucro de 750% em cima do dinheiro de terceiros!”
O empreendedorismo é isso, aproveitar as oportunidades de mercado observando as necessidades, as pessoas e formatando estratégias inteligentes.
8) O reconhecimento:
“Ah, vender água não é para você não?!”
O brasileiro tem encontrado cada vez mais soluções no empreendedorismo. Mas nem todo mundo sabe, pretende ou quer empreender. Nesses casos, como bem disse nosso amigo protagonista do vídeo, “a crise não está no Brasil não, está dentro de você!”.
Agora, se você pretende, quer ou já é um empreendedor observe estes passos e olhe ao seu redor. O que você está fazendo para atender as necessidades dos seus clientes. Será que seu produto ou serviço pode ultrapassar as fronteiras do atendimento físico e passar para o virtual? O que você pode reinventar dentro de seus processos, serviços ou produtos que faça com que seu cliente invista ainda mais em você?
Parece uma sequência simples e óbvia não é mesmo?
Mas por ser tão simples e tão óbvia muitos empreendedores passam desapercebidos por elas.
Remam, remam, remam e morrem na praia culpando a crise e o mundo.
Um vídeo como esse fez vários empreendedores pensarem e se tornou viral por tamanha familiaridade que possui com o cenário atual.
Quer saber mais sobre empreendedorismo?
Todas as quartas nos vemos aqui!