Cervejas com sabores exclusivos e diferenciados conquistam cada vez mais o público

0
422


Presença constante em diferentes ocasiões, a cerveja é uma das bebidas mais populares no Brasil e no mundo. Não à toa ela possui uma data especial em sua homenagem, o Dia Internacional da Cerveja, celebrado em 2021 na sexta-feira, 6 de agosto. Reforçando esse gosto do brasileiro pela cerveja, 204 novas cervejarias foram registradas no Brasil no ano passado, 14,4% a mais do que em 2019, segundo o Anuário da Cerveja 2020 elaborado pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

O mercado de cervejas artesanais está entre os setores do ramo cervejeiro que tem chamado a atenção dos consumidores. Com sede em Nova Petrópolis, a Cervejaria Edelbrau acompanha de perto o maior interesse do público pela bebida, e se destaca pela qualidade e sabores diferenciados. Os tipos de cerveja mais vendidos pela Edelbrau são a Pilsen e Weiss, mais leves e preferidos por aqueles que estão iniciando no universo das cervejas artesanais. Mas o sócio da cervejaria, Fernando Maldaner, conta que a IPA (India Pale Ale), rótulo com amargor mais elevado, tem conquistado o público. “Nós dobramos a produção da IPA no último ano, passando a comercializar 2 mil litros por mês. Os próprios restaurantes e bares têm buscado essa e outras cervejas escuras e com maior teor de amargor para oferecer aos seus clientes. As pessoas estão se permitindo provar opções diferentes”, ressalta.

Para conquistar o público, a Edelbrau busca proporcionar uma experiência completa, que inclui desde a oferta de sabores exclusivos e diferenciados até o envolvimento das pessoas na história por trás da fabricação da bebida. As dicas do catálogo da cervejaria para quem deseja provar novas opções são a Fruit Beer, com frutas vermelhas, hibisco e dose extra de lúpulo Citra, e a Witbier, temperada com coentro e extrato de casca de laranja e bergamota. Já a Wee Heavy e a Belgian Dark Strong Ale são sugestões mais encorpadas, com notas de caramelo e cereais tostados. Ainda este ano, a Edelbrau planeja lançar duas novas cervejas que estão sendo maturadas em barris de madeira. Outra aposta da cervejaria em 2021 foi o lançamento da Experiência Edelbrau, espaço de visitação em Nova Petrópolis que aproxima o público do processo de produção de cervejas por meio de atividades lúdicas e interativas.

Fabricação

O processo de fabricação das cervejas artesanais é um dos elementos que garante a qualidade e o sabor diferenciado do produto. Enquanto as cervejarias tradicionais utilizam aditivos químicos e estratégias para acelerar o processo, a Edelbrau não adiciona estabilizantes ou clarificantes, por exemplo, e dedica o tempo necessário para a realização de cada etapa. A produção leva em torno de 25 dias e inicia com a moagem, mosturação (adição de água e malte), clarificação (quando o bagaço da cevada fica retido) e fervura (fase na qual o líquido filtrado é misturado ao lúpulo). Após, o conteúdo é transferido para um tanque, onde adiciona-se o fermento para o processo de fermentação, que leva de 4 a 7 dias. A fase de maturação ocorre na sequência, exigindo um período entre 15 e 20 dias até a cerveja estar pronta para ser engarrafada e provada.

O sócio da Edelbrau, Samuel Zang explica, no entanto, que para destacar-se no universo das cervejas artesanais é preciso ir além dos bons produtos: “A produção é apenas um dos elementos de todo o contexto que envolve as cervejarias, e ter as melhores receitas e insumos não é garantia de sucesso. É necessário ter uma visão completa sobre o negócio, como vendas, marketing e recursos humanos”, salienta. O empresário também dá dicas para quem está começando no ramo: “A minha sugestão é contar com cervejas diferentes no catálogo, valorizar as origens da cervejaria, como nós fizemos com o uso da bergamota e do mel de produtores da região, trabalhar com bons insumos, desenvolver boas estratégias de negócio e proporcionar experiências aos consumidores”, completa Samuel.