BM e PC evitam que vítima caia no golpe do envelope vazio

0
592


Na tarde de quarta-feira (27), a troca de informações entre a Brigada Militar e a Polícia Civil, evitou que uma senhora entregasse seus móveis, no valor de R$4.500,00, vendidos pela internet, cujo pagamento seria “efetuado” através de depósito em caixa eletrônico fora do horário bancário.

O golpista, que inclusive se passava por policial, entrou em contato com a vítima de Gramado, dizendo que mandaria um caminhão de frete buscar os móveis que seriam entregues em Caxias do Sul. O detalhe é que a entrega seria feita no final da tarde, momento que a vítima olharia sua conta e constaria o depósito como efetuado. Muito provavelmente só se daria conta que se tratava de um golpe no outro dia quando o depósito (realizado com o envelope vazio) fosse estornado.

Os policiais foram até a casa da vítima onde foi confirmado que ela estava em negociação para a venda de seus móveis (quarto e cozinha), no valor de R$4.500,00. Ela foi avisada que se tratava de um golpe, evitando que o negócio fosse concretizado.

O caso será investigado pela Polícia Civil. Pelo menos outras duas pessoas de Gramado teriam sido vítimas.

COMO FUNCIONA O GOLPE

A vítima publica na internet, normalmente no Facebook ou nos sites de vendas , o seu bem para venda. O golpista entra em contato se passando por interessado. Combinam o valor e a entrega, no final da tarde ou fora do horário de expediente bancário, inventando uma desculpa qualquer para não fazer antes. Ele então deposita um envelope, no terminal eletrônico, vazio e envia o comprovante do pagamento para a vítima. Esta por sua vez, ao conferir em sua conta percebe que há o depósito, mas não lê o detalhe que fala que está o crédito do valor está sujeito a aprovação. O golpista manda alguém retirar o bem, no mesmo dia ainda, antes que o valor na conta seja estornado.

Brigada Militar alerta para outros casos que possam acontecer. Que a comunidade fique atenta, desconfie e não realize a entrega de seu bem antes da confirmação do depósito. Também é importante a realização do registro da ocorrência.