Audiência apoia construção de Centro de Saúde na Várzea

0
542
A Audiência contou com a presença dos vereadores, Prefeito, Vice-Prefeito, secretários e comunidade. Foto: Laura Silveira/GN.


O indicativo de aprovação surgiu nas manifestações durante a audiência pública realizada na terça-feira, 23, na Sociedade Ipiranga da Várzea Grande. O evento foi promovido pela Câmara e reuniu cerca de 200 pessoas – entre parlamentares, secretários, moradores da região e o prefeito Fedoca Bertolucci (PDT).

Um dos projetos de lei discutido busca autorização legislativa para que o Município receba em doação da Gramado BV Resort e Incorporações, Gramado Parks Investimentos e Intermediações e da Gramado Hydros Incorporações os materiais e mão de obra necessários para a edificação do prédio de 2.429 mil metros quadrados de área construída – valor estimado em R$ 4,5 milhões.

O outro projeto de lei do Executivo requer a aprovação dos vereadores para alterar a atual destinação de terras (uma Área Livre de Uso Público e uma Área de Equipamentos Públicos) em área para fins de uso de equipamentos comunitários – viabilizando, no caso, a construção da nova unidade da Secretária da Saúde na Várzea Grande.

TÉCNICA

A apresentação da parte técnica dos projetos relacionados ao Centro de Saúde da Várzea Grande coube à secretária de Governança e Desenvolvimento Integrado, Simone Bender, à secretária do Meio Ambiente, Cristiane Bandeira, e para a arquiteta Débora Dall’ Agnol.

Segundo a secretária Bender, em razão de ser uma obra executada pela iniciativa privada, o prédio pode ser entregue em menos de dois anos. Em todo caso, disse, respondendo à pergunta de um popular, a fiscalização de todas as etapas caberá à Prefeitura.

CORRENTES DE OPINIÃO

A maioria da população presente, que usou o tempo regimental para manifestação, opinou favoravelmente ao projeto sem restrições – em poucos casos, foi requerido mudanças em aspectos como acesso e local da construção.

Em linhas gerais, os vereadores destacaram pontos favoráveis e contrários aos projetos. O vereador Luia Barbacovi (Progressistas), por exemplo, elogiou a audiência pública e a grande participação da população.

– É quase uma unanimidade, um consenso a favor do projeto – disse.

Ao final, o presidente da comissão especial que conduziu a audiência pública, vereador Professor Daniel (PT), promoveu uma votação simbólica na base do “levanta a mão quem estiver a favor dos projetos”, obtendo um aceno positivo da ampla maioria dos presentes.

A audiência durou aproximadamente 2h30. Os projetos seguem, agora, para avaliação e votação na Câmara Municipal – os vereadores Professor Daniel (PT), Everton Michaelsen (MDB), Renan Sartori (MDB) e Manu (PRB) já adiantaram que votarão favoravelmente.