Apelo à vida – Final

0
599


O texto de hoje é -literalmente- um apelo à vida. Tendo observado as crianças deste século, arrisco dizer que estou preocupado. Um fato marcante aconteceu dentro de um estabelecimento comercial. Uma criança mandou o atendente ir “catar coquinho”, mas em uma linguagem de baixo calão. Observei atentamente a situação. Motivo: a criança começou a brigar com o jovem por ele pedir para ter calma.

Obviamente que isso é comum, hoje. Todavia, uma violência moral. Perdeu-se o respeito. Onde estão as devidas mães? Infelizmente não conseguem dominar seus próprios filhos.

Refletíamos pouco tempo sobre a vida. Todavia, o que dizer daqueles que vivem sem importarem-se com os outros viventes? De uma forma curta, mas objetiva. A vida deve ser vivida com os devidos limites e respeito. Será que sabemos viver?