Alfabeto do Anoitecer

0
311

Anoiteceu bem estrelado

Bem no topo de uma montanha

Com suas belas escarpas rochosas

De uma beleza tamanha

Em se tratando de belo

Feito a vil esmeralda

Grandiosa mãe do oceano

Hoje, sempre aclamada

Infante o mar de estrelas

Jogo da beleza de Netuno

Luminária esplêndida dos céus

Mesmo aqui na Terra quanto em Saturno

Nesta disputa de deuses

Onde a força se faz majestosa

Para a mais bela das belezas

Quando à noite, chorosa

Rios de lágrimas suam

Suspiros odorosos

Tudo em escuro se esvai

Um divinal luminoso

Veem o vil anoitecer

Xamã o deus da maestria

Zunindo a estrela Guia