“A mulher tem protagonismo no Legislativo gramadense” afirma a única vereadora eleita em Gramado, Rosi Ecker

0
626
Rosi Ecker. Foto: Arquivo Pessoal.


Mulher, empresária, esposa, mãe, avó, vereadora, essas são algumas das funções que Rosi Ecker tem desempenhado na sua trajetória. Única mulher eleita na última eleição ao cargo de vereadora, iniciou sua vida política em 2012. Como mulher, Rosi revela sentir muito orgulho de ser eleita e escolhida para representar a comunidade no Legislativo gramadense, mas reconhece que as mulheres ainda sofrem preconceito no meio político.

GN – O que representa pra ti ser a única mulher eleita nesta última eleição?
Rosi –
Ao mesmo tempo que tenho muito orgulho em poder estar no Legislativo por ser escolhida pela comunidade, mas sinto uma certa tristeza por não ter mais colegas fazendo parte do mandato na Câmara.

GN – Na tua opinião, as mulheres ainda sofrem preconceito no meio político?
Rosi –
Acredito que sim, que ainda sofremos preconceitos, até porque se não sentíssemos teríamos ao menos mais uma mulher na nossa Câmara de Gramado, pela ultima eleição a gente consegue ver o quanto há de preconceito em nosso mundo politico.

GN – Qual a importância de ter uma mulher representando a comunidade no Legislativo ?
Rosi –
A importância de poder mostrar que somos tão capazes quanto os homens, e também de poder inspirar outras mulheres que tem desejo em um dia ser vereadora ou ingressar no meio politico, não apenas sendo coadjuvante mas sim, protagonistas.

GN – Na tua visão, quais as contribuições que as mulheres podem trazer para a política em geral?
Rosi –
Podemos contribuir em todos sentidos, assim como os homens, mas a presença de mulheres na política proporciona um maior diálogo e um pensar mais amplo em torno de questões que estejam relacionadas às pautas femininas e a família, nós mulheres somos na maioria das vezes mais sensíveis e compreensivas.

GN – Sabendo das dificuldades enfrentadas pelo sexo feminino, dos preconceitos e que a mulher ainda é minoria no âmbito político, porque escolhestes entrar para a política?
Rosi –
Porque acredito que a política é uma ferramenta para poder ajudar o próximo.

GN – A mulher tem protagonismo no Legislativo gramadense?
Rosi –
A mulher tem protagonismo no Legislativo gramadense, sim! Pois, no mandato anterior, as duas vereadoras mulheres foram presidentes no Legislativo e Prefeitas.

GN – Uma mensagem para todas as mulheres, neste dia 8 , Dia Internacional da Mulher?
Rosi –
Seja a mulher que você admira.