26/07/2017 – Giros da Política

0
1326


RECEITA DA ZONA AZUL

A partir de uma sugestão da vereadora Manu Caliari (PRB) a Prefeitura e a Rek Parking estão analisando a possibilidade de concederem desconto ao gramadense usuário do estacionamento rotativo pago. Conforme a parlamentar, a empresa sinalizou positivamente quanto a sua sugestão desde que não existam entraves jurídicos para que o desconto se torne realidade, até porque é necessário o aval da Prefeitura. Levantamento da Rek Parking revela que em 2016, a empresa repassou aos cofres públicos R$ 424.503,05. De janeiro a junho deste ano, a Zona Azul gerou à administração municipal R$ 177.890,06.

VAGAS PARA ESTACIONAR

Os valores são referentes aos 12% que a Prefeitura tem direito sobre toda a arrecadação do sistema de estacionamento devido a concessão para exploração do serviço público. A Zona Azul foi instituída em junho de 2010 e atualmente abrange 17 ruas da área central da cidade totalizando 1.168 vagas para estacionar mediante pagamento. Para ampliação da cobrança é necessário um novo projeto de lei e consequente aprovação do Legislativo.

CENTRO DE SAÚDE NA VÁRZEA

A Prefeitura está avançando na implantação do Centro de Saúde na Várzea Grande, em Gramado. A Secretaria Municipal de Governança e Desenvolvimento Integrado está elaborando o projeto arquitetônico da nova e ampla unidade de saúde. A previsão é de que na segunda semana do mês de setembro, a proposta seja apresentada aos moradores do bairro e arredores. A área onde o Centro de saúde deverá ser erguido pertence a municipalidade. Está sendo projeto um prédio com cerca de 3.500 m².

DELEGADO CANDIDATO

O chefe da Polícia Civil na região, delegado Heliomar Franco (PHS) poderá disputar em 2018  uma vaga na Câmara dos Deputados, em Brasília. Devido ao cargo que ocupa, o seu endereço em Gramado é funcional porque tem família e domicílio eleitoral em São Leopoldo, cidade onde trabalhava e morava antes de ser transferido para a Delegacia Regional, com sede em Gramado. Franco foi sondado por três partidos políticos para fazer parte da nominata de postulantes ao parlamento federal.

VICE-PREFEITO

Em 2016, o delegado disputou como vice-prefeito a corrida eleitoral a Prefeitura de São Leopoldo, tendo Professor Nado (PDT) como cabeça de chapa. A dobradinha ficou em segundo lugar no pleito, perdendo para os eleitos  Ary Vanazzi (PT-prefeito) e Paulete Souto (vice-PC do B) por uma diferença de 4382 votos.

R$ 8,2 MILHÕES EM REPASSES

Conforme levantamento da Secretaria Municipal de Administração, de 1º de janeiro a 5 de julho deste ano, o Hospital Arcanjo São Miguel recebeu R$ 8.206.620,26 em recursos. O valor corresponde a R$ 1,5 milhão em empréstimo, R$ 3.060.882,90 da Prefeitura, R$ 895.500,00 do Estado, R$ 2.509.776,95 da União, sendo que os três repasses foram feitos por contrato de prestação de serviços. A casa de saúde também teve depositado em seus cofres R$ 240.460,41 de outros municípios. Quanto aos empréstimos de R$ 1,2 milhão a casa de saúde já pagou R$ 545.454,55 (5 parcelas de 11) e do de R$ 300 mil já foi quitado R$ 50 mil (uma parcela de 6).

MENOS DINHEIRO EM 2016

No mesmo período em 2016, o São Miguel recebeu R$ 5.133.915,97 em recursos. O montante refere-se a R$ 400 mil (empréstimo), R$ 2.534.992,89 da administração municipal, R$ 398 mil do Executivo gaúcho, e R$ 1.800.923,08 do Governo Federal. As receitas das três esferas públicas são a título de contrato de prestação de serviços.

PROTAGONISMO EM ELEIÇÕES

Durante jantar de confraternização realizado na sexta-feira, 21 de julho, no CTG Manotaço, lideranças do PDT de Canela incentivaram a primeira-dama de Gramado, Bianca Bertolucci, 41 anos, a concorrer a deputada federal. A proposta teria pego Bianca de surpresa. Se confirmar a sua candidatura, será a sua primeira experiência como protagonista em eleições.

VALE-ALIMENTAÇÃO

O projeto que poderá conceder vale-alimentação aos servidores da máquina pública municipal de Gramado não caiu em esquecimento. “Estou esperando o tripé Câmara, Administração e funcionalismo se entenderem”, respondeu o prefeito Fedoca Bertolucci (PDT) ao ser questionado sobre a possibilidade do projeto retornar a pauta do Legislativo somente no ano que vem. Na prática, o gestor está na expectativa de que seja atingida uma harmonia institucional durante as tratativas e a proposição chegue ao parlamento gramadense “redondinha,” evitando consequentemente pedidos de vistas, vetos, derrubada de vetos entre outros procedimentos.

AVAL DA OPOSIÇÃO

O secretário de Administração, Julio Dorneles (PT) destacou que cabe ao sindicado dos servidores efetivos apresentar proposta de alterações ao projeto original que tenham o aval da oposição (maioria na Câmara) do Legislativo para a matéria ser novamente encaminhada para a vereança. “Não vamos criar expectativa em torno de algo que não ser aprovado na Câmara. Não vamos encaminhar novamente um assunto que não irá gerar tranquilidade para a administração e os próprios servidores”, comenta Dorneles. O projeto sobre a concessão de auxílio-alimentação foi retirado da pauta da Câmara por Fedoca no dia 15 de junho.