Poehma Lago Negro supera marca de 75% de comercialização e Livá anuncia início do seu processo de gerenciamento

0
62


A Livá Hotéis e Resorts, operadora independente na gestão de empreendimentos, já iniciou o processo de gerenciamento do Poehma Lago Negro, projeto de multipropriedade em construção na região sul do País. O início da operação marca a chegada da Livá à Gramado, importante polo turístico e com indicadores promissores em projetos de multipropriedade. 

Com previsão de entrega para dezembro de 2023, o Poehma Lago Negro pretende fechar este ano com a comercialização concluída.  Até a conclusão da construção uma equipe de engenharia da Livá acompanhará o desenvolvimento da obra, além de atuar no pós-vendas, oferecendo aos hóspedes benefícios exclusivos. 

De acordo com João Cazeiro, diretor de Desenvolvimento de Novos Negócios da Livá Hotéis & Resorts, a participação da Livá já nessa fase de construção, contribui para um gerenciamento mais ágil e sinérgico com os interesses dos proprietários do hotel. “A atuação mais próxima e alinhada com as expectativas do empreendimento nos permite uma entrega mais efetiva da operação hoteleira, além de trabalhar o pós-venda com os proprietários das frações, uma vez que, desde agora, conseguimos oferecer benefícios de outros empreendimentos da Livá, como descontos e outras regalias”, diz.

O Poehma Lago Negro segue a linha de um hotel boutique e terá 28 apartamentos, um restaurante e piscina com espaço infantil e adulto, além de experiencias exclusivas. 


Eduardo Passold, diretor-presidente e sócio-proprietário do Poehma, comenta que a decisão de atuar no segmento de boutique veio após o mapeamento do mercado. “Identificamos essa oportunidade de oferecer um serviço diferenciado e com experiência superior aos nossos hóspedes. Fizemos o estudo de viabilidade e escolhemos a região do Lago Negro para estabelecer nossa base de operação pela importância da região”. 

O mercado concorrido de Gramado não intimidou os empreendedores. “Os players de multipropriedade estão consolidados no mercado. Mas a aposta no nicho certo tem apresentado bons resultados. Hoje, existem várias salas de vendas estabelecidas em Gramado mas, estudos apontam que a nossa atuação já representa cerca de 12% das vendas de multipropriedade da região”, diz o executivo.

Flexibilização das medidas e a retomada do turismo interno

Com a flexibilização das medidas sanitárias e o retorno de mais pessoas viajando, o mercado de multipropriedade apontou dados positivos, segundo estudo divulgado durante o ADIT Share 2022.

Para Beto Caputo, CEO da Atrio Hotel Management e da Livá Hotéis e Resorts, o mercado de turismo é muito resiliente. “Mesmo frente às adversidades causadas pela pandemia e pelo cenário macroeconômico global, há espaço para continuar inovando e crescendo nesse segmento. É o que estamos fazendo com a Livá, consolidando nossa operação em praças em que já atuamos, e expandindo para outras, como é o caso de Gramado.  Entender o público com o qual o empreendimento se relaciona e trabalhar com uma gestão que ofereça experiências diferenciadas e consonantes à expectativa dos hóspedes são os grandes desafios e, também, o grande diferencial para continuar crescendo”, diz.

O Poehma Lago Negro traz o conceito da exclusividade e comodidades diferenciadas que surpreenderão até mesmo os hóspedes mais exigentes. “Nós queremos oferecer uma experiência perfeita e por isso, é tão importante termos uma empresa como a Livá, que soma know how e experiência de mercado para criarmos um ambiente propício à experiências marcantes e positivas aos nossos clientes”, finaliza Passold.

Sobre a Livá

Criada há menos de um ano para oferecer a melhor solução de administração hoteleira com uma gestão eficiente, de forma disruptiva e com foco na experiência do usuário, a Livá é uma operadora independente na gestão de empreendimentos, em sua maioria no estilo de multipropriedade lazer. Foi implantada a partir de uma joint-venture entre a Atrio Hotel Management, terceira maior operadora hoteleira do Brasil, com mais de 30 anos de 70 empreendimentos em operação no País, e a Alpar Participações, controladora e maior acionista do grupo Natos, primeira administradora e gestora profissionalizada de multipropriedade.